Eu chego lá

terça-feira, 2 de março de 2010

A luta continua !!! Estou engordando!

Quem pensa que a luta contra a balança acaba após a cirurgia de redução do estômago, infelizmente esta enganada.
A luta continua !!!
No inicio, quer dizer, nos primeiros anos, é tudo mais fácil, a perda de peso é rápida e animadora, existem variações claro, mas são pequenas e por pouco tempo, nada pra se preocupar, mas o problema mesmo vem depois de alguns anos.
Eu operei pesando 139kg e já tinha chegado aos 140kg, com 4 anos de cirurgia, cheguei a pesar 73kg, foi a glória, era tudo o que queria, consegui manter esse peso por mais de 1 ano, mas depois veio o casamento e o ganho de peso, fui engordando, engordado, e quando fui ver já estava com 86kg, foi quando engravidei, ai, com a gravidez, cheguei nos assustadores 102kg, pra eu ex-obesa, chegar nos " dígitos" de novo, é uma horror, mas como estava gravida, decidi não encanar muito, fechei um pouco a boca nos últimos meses e pronto, assim que o Rogério nasceu, o peso foi embora, rapidinho, coisa de 1 mês, cheguei nos 75kg, mas agora, 2 anos e meio depois, estou engordando de novo, estou com uma variação entre 83 e 86kg. Passei por uma bateria de exames e minha Ferritina estava praticamente a zero, ai tive de tomar 5 aplicações de Noripurum na veia, com soro, 1 vez por semana, 5 semanas. Não sei até que ponto isso por ter influencia nesse ganho de peso, o que sei é que tenho que corrigir meus hábitos e voltar a luta.
É isso gente, força pra nós sempre.
Bjus

14 comentários:

Call Of Destiny disse...

Olá Patiii!

Adorei o Seu Blog resolvi criar um blog tb pra desabafar meus desejos medos!

Em breve irei fazer a cirurgia

Bjuss!! se cuida!

Ana Amélia disse...

Oi Paty, não desanima não estamos juntas nessa parada!
Somos mais que vencedoras!!!
Bjs

Lu Máfia disse...

Vai com fé e força de vontadade q vc consegue. Afinal nos operamos pra que???? Pra voltar a engordar??? Jamais!!!
Bjão!!!

JANAINA MORAES disse...

OLÁ PATY!!!!!! estava eu aqui em frente a esse computador e decidi ver algum artigo sobre "voltar a engoradar após a cirurgia bariatrica".... e me deparei com o seu blog, e seu relato... que ótimo ter lido, estou passando pela mesma situação.... pesava 120k, operei e cheguei aos 68kg, em 1 ano de cirurgia... consegui manter esse peso durante 4 anos, faz 2 anos que estou engordando, hoje meu peso está nos 90kg, ou seja, 22kg a mais....
como é triste perceber que a cirurgia está indo por agua a baixo.
procurei um psiquiatra, em 6 meses não resolveu nadinha, alem dos remedios carésimos que ele passou e que não valeu de nada, engordei mais ainda... rsrsrsrsrsrs
se não fosse triste, seria cômico...rsrsrsrsrsrsrsrs
estou reaprendendo a me alimentar, e atraves de ansiolítico, aprendendo a parar de vomitar... (eca..rsrsrsrsrs... já não aguentava mais), porém tenho certeza de que apesar do resultado ser lento, bemmmmmmm lento..rsrsrs, sei que irei voltar aos meus 68kilinhos... rsrsrs
qualque novidade sobre o assunto, por favor, nos avise, ok?
beijosssssssss

ADENILRA disse...

naum entendo como a gente engorda novamente,fiz a cirurgia a 6 meses naum consigo comer muito,mais depois de ler esses comentarios vou fica mais atenta, pois estou muito feliz por ter perdido 35 kl, mais DEUS naum vai nos desamparar depois de tanto sacrificio..boa sorte pra nos todas.

Marcelo Mitre Filho disse...

Olá. Vou dividir minha experiência com vocês:

Fiz a cirurgia bariátrica capella (sem anel) com bypass gástrico em maio de 2000. Estava com 206 Kg. Passados 3 anos, em 2003 eu havia diminuído para impressionantes 103 Kg. Literalmente cai pela metade. Para o meu biotipo estava sequinho e muito feliz.

A lua de mel durou pouco e logo comecei a engordar novamente. Aos poucos meu peso foi subindo e eu fui ficando desesperado. Tomei sibutramina, fiz dieta de pontos, de caloria, do atkins e nada adiantou. Percebi que fora a cirurgia eu era exatamente a mesma pessoa de antes: viciada em comida, compulsiva, extremamente ansiosa. Em outubro de 2008 cheguei aos 167 Kg novamente e subindo.

Com o imprescindível apoio e muita ajuda de minha noiva (hoje esposa) eu encontrei forças para enfrentar o problema que havia me atormentado a vida toda e comecei pela raiz. Comecei sessões de terapia, primeiro abordando minha extrema ansiedade (cheguei a um ponto que eu não tinha paciência de assistir um filme, não conseguir respirar e sentia dores musculares nas costas de tanta tensão). Foram dois anos de terapia e muitas questões abordadas.

Eu achava que a minha questão com a obsedidade havia começado na infância mas na verdade havia começado muito antes disso. Havia começado em gerações anteriores, no útero, na primeira infância e durante toda a minha vida até então.

Nesses dois anos procurei minha antiga nutricionista e depois um personal trainer (novamente com o “empurroio” de minha esposa) e um pouco mais preparado e armado psicologicamente fui, aos trancos e barrancos, mudando minha vida.

Hoje, quase 3 anos depois, voltei aos 118 Kg e estou muito mais feliz e orgulhoso de mim mesmo. Encontrei uma força interior que sempre esteve em mim e acredito que está na maioria dos obesos, pois são pessoas que enfrentam dificuldades e discriminação todos os dias e continuam levando a vida com humor e alegria. Acredito que a própria dificuldade de ser obeso nos fez fortes e tenazes. Precisamos canalizar nossa força.

Não quero aqui desencorajar ou encorajar ninguém com relação a cirurgia bariátrica. Ela tem sim o seu valor. Mas cuidado, não coloque nela a responsabilidade que é sua.

Boa sorte a todos!

Coe disse...

Olá,

Estou com 9 meses de cirurgia, 45 anos e gostaría de saber se alguém aqui, já engravidou com essa idade,após a cirurgia.
Outra coisa, a menstruação começou regulada e depois ficou meio maluca, duas vezes ao mes e outros meses, nao. Alguém tem algo em Comum?

D

Melissa disse...

Boa noite à todos...
Vou confessar uma coisa com vcs, nao estou muito contente de estar aqui. Explico. Fiz a cirurgia à 10 anos , com 145 kg, cheguei aos 90 kg e agora estou novamente com 115 kg. E estou agora vasculhando na internet o que poderia estar errado, e ate torcendo para que eu tenha alguma disfuncao prestes a ser descoberta e que com algum tratamento, meu problema de peso seja resolvido.
Mas isso é ilusao.
Eu li o que o Marcelo Mitre Filho disse aqui em maio de 2011 neste blog, e é exatamente isso que eu sinto, e é o que acontece.
(Marcelo pareceu que vc estava contando sobre mim.)
Logo apos a cirurgia é maravilhoso, vc se sente dono do mundo, completamente dona de si, do seu corpo e tudo o que sempre quis ser parece verdadeiro.
E é real.
No entanto, voces que estao prestes à operar, ou que acabaram de operar, CUIDADO! O que o amigo comentou é verdade. Temos que operar a cabeça. Nossa mente é tao poderosa que o empecilho "mecanico" da cirurgia é facilmente vencido se nao nos reeducarmos verdadeiramente e entendermos que milagres nao acontecem. Cabeca de gordo é f...
Eu voltei a beber alcool 2 meses depois de operada. Nunca abandonei meu chopinho. E hj como normalmente, como uma pessoa normal. E constantemente tenho surtos de comer muito. As vezes como mais que uma pessoa normal, e lembrando que fiz o procedimento de capella. Tenho o anel e o intestino encurtado.
Entao como consegue??? Sim é possivel. Terrivelmente possivel.
POr isso , cuidem-se. Nao depositem a responsabilidade toda na cirurgia. Vigiem.
Eu vou encontrar meu caminho para resolver de vez meu problema.
Mas que sirva como um alerta para nao relaxarem. Aproveitem a nova vida , mas nao deixem nunca de se cuidar.
Sou casada, tenho uma vida plena e feliz em casa e no trabalho, mas esse fantasma continua a me atormentar.
Com carinho
Melissa

Vitoriosa PELA FE disse...

Amados,eu fiz a cirurgia dia 31de marco de 2008(o dia mais feliz da minha vida),pesando 185kg.15 dias depois eu engravidei...os medicos levaram o maior susto pq o bebe talvez nao tivesse os nutrientes suficientes para crescer...perdi 35 kg durante a gravidez e o meu bb nasceu saudavel para a honra e gloria do Senhor.Foi uma bencao em nossas vidas.logo apos perdi mais 20kg toalizando 55kg eliminados ...hoje 3 anos depois estou ganhando peso rapidamente e isso tem me entristecido bastante...infelizmente nos que somos gordinhos,nao temos forca de vontade pra lutar contra a obesidade...estou com 145kg e isso tem me abalado...a cirurgia foi uma bencao,mas temos que entender que depende de nos tb querer uma mudanca na cabeca de gordo!
se alguem tiver alguma ideia sobre aumentar a forca de vontade me avisem por faor

Anônimo disse...

Olà a todos !
Também estou vasculhando a net, para ver se encontro algo a respeito e/ou alguém que esteja passando pelo mesmo problema que eu.
Operei há 8 anos. Passei dos 156, para 88. Há uns 2 anos anos, comecei a engordar rapidamente.Já peso 118. Não sei o que fazer. Todo antidepressivos fortíssimos, há mais de 10 anos e sou extremamente
ansiosa. Cheguei a começar uma faculdade de psicologia, mas não consegui continuar.Meu peso me atrapalha em tudo. As vezes fico sem sair de casa por meses seguidos.Meu marido e obeso mórbido (sempre foi, desde os 21 e poucos anos, hoje tem 63). Ele come o dia inteiro, de meia em meia hora praticamente. Quando acho que vou conseguir me manter um pouco em equilíbrio,desisto de tudo.Ele faz as compras de casa, e nosso armário de cozinha, só tem coisas muito engordativas.Ele não aceita que eu faça as compras. Sei que a força de vontade, depende só de mim, mas está muito difícil, e não sei mais o que fazer, pois a cada dia que passa, como mais e me sinto mais derrotada.
Alguém pode me ajudar com alguma sugestão, ou algo parecido ?
Muito obrigada.
rifurtado@yahoo.com

Anônimo disse...

Oi!!!
Sou operada a 4 anos e de 113 quilos fui p/ 73 fiquei feliz da vida, só que nos ultimos meses eu engordei 6 quilos e estou com anemia!
estou na luta p/ emagrecer e cuidar da anemia

Anônimo disse...

tenho 21 anos operei aos 19 com 114 kg (não é de se espantar mais engordei para operar) foi sensacional emagreci 42 kg em 8 meses chegou um determinado tempo que começou a me assustar pois a perca de peso era muito rapida e parecia que não iria parar eu com 70 kg 1,74 de altura já estava com aparência de alguém com doenças cronicas em faze terminal... completou então 2 anos de cirugia que maravilhaa \o/ corpo escultural (sem fazer academia) só que ai comecei a "relaxar" então em um passe de magica engordei 10 kg já estava pesando 82 kg.. não aparentava todo esse peso mais realmente todas as minhas roupas notaram eles.. resolvi então VOU EMAGRECER!!! vou dizer não é fácil naoo, comecei cortando doces que nessas alturas nem mal me fazia... bebida alcoólicas (na minha idade é o que a galera quer fazer e pra alguém com o estomago minusculo eu exageravaa)e exercício físico confesso que para uma pessoa operada e que ingere pouca quantidade de proteínas e carboidratos é terrível! O cansaço multiplicaa, só que continuei firme e forte hoje estou pesando 76 kg quase o que pesava acredito que assim esta ótimo pois se não volto a ter cara de doente..!
Ob: sabe o que me da motivação todos os dias para emagrecer e manter... lembrar o sacrificil que foi ir pra mesa de cirurgia, e beber um copinho de café da famosa "ÁGUA DE LEGUMES"...só quem passou sabe como é terrivel voce acordar e ter que parar de comer por dias...
espero ter ajudadooo

Anônimo disse...

Olá queridos,
Eu também já tenho 8 ou 9 anos de operada, cheguei aos 126 Kgs emagreci até os 86 Kgs e agora estou com 117 kgs. Muita tristeza, vergonha, enfim, como é possível ter passado por todo o procedimento cirurgico e engordar novamente?? Mas a ficha caiu, ouvi falar de uma dieta DUKAN e comprei o livro estou lendo, e seguindo com determinação. Na realidade é uma reeducação alimentar e percebi que comemos muitas coisas sem necessidade que não traz nenhum benefício para nossa saude. Em 10 dias emagreci 5 Kgs e pretendo eliminar uns 30 ou 40 Kgs, trabalho lento, árduo e contínuo, não existe milagre para essa questão e temos que nos privar do prazer da comida e encontrar outros prazeres. O importante é dar o primeiro passo e ser determinado. Nós temos uma arma poderosa em nossas mãos, a cirurgia bariátrica, vamos usá-la a nosso favor. Boa sorte a todos!!
Abraços, Daniela.

Caroline S. Queiroz disse...

Que legal seu depoimento me trouxe muita energia boa para encarar esse nosso problema com a balança. Também comecei a fazer terapia agora e espero com força de vontade e academia congelar meu peso na balança...