Eu chego lá

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Revenge / Bullying

Desculpe se essa publicação vá ofender alguém, mas.... que atire a primeira pedra quem não teve esse tipo de pensamento.
É o seguinte, na minha época de escola, obviamente não usávamos o termo bullyng, mas quem já era obeso na infância, sabe muito bem o que é isso, eu com minha simpatia, devoção as amigas e muuuuitas gracinhas, posso dizer que não sofri "abertamente" de bullying, mas tem coisas que são inevitáveis. Eu não sofria violências fisicas, mesmo pq era temida pelo meu tamanho, mas tem olhares que doem mais do que um tapa, e desses olhares eu me lembro muito bem, lembro tbem das minhas paixões, e com a paixão vinha a rejeição claro, lembro de todas as meninas lindas da época de escola e dos olhares de desprezo delas, é aquele olhar que a gente faz pra um coco na calçada sabe?, pois bem, o tempo passou, e passou, e hoje graças a Gastroplastia e as redes sociais (Orkut, Facebook) muitas vezes eu "encontro" a turminha da escola e em alguns casos vejo que o tempo não foi tão generoso assim com as gatinhas e gatinhos da época, e lá no fundo, no meu intimo, eu falo, ha ha, quem é a rolha de poço agora?
Bjus

5 comentários:

Anônimo disse...

Bem lembrado, época do colégio era sofrida, eu pelo menos não suportava as comparações. Lembro de uma freira, professora de inglês: "This is a fat girl". E traduziu para a turma usando meu nome como exemplo. Quase morri, queria ter pendurado aquela freira em um poste e feito uma fogueira por baixo. Ah se naquele tempo já existisse a gastroplastia. Hoje uso manequim 38, veja só. Muita coisa ficou para trás...

Fátima disse...

Pati, quem nunca passou por isso né???? Tanto quem já foi vítima como também lançou esses olhares que tanto machucam e vale de tudo: rir do cabelo, da orelha, do nariz, do peso, da altura.... tudo é motivo de piada. Confesso que cresci com esse complexo e algumas coisas foram mais simples para resolver. Eu sou super a favor de que façamos tudo que for possível para melhorar nossa autoestima. Eu passei por uma lipo na Master Health aqui em SP e não me arrependo. É claro que precisamos trabalhar o psicológico, mas não custa dar uma forcinha... rs... Grande beijo e sucesso sempre.

Isabela Kanupp (Kira!) disse...

Sobre o comentário no para beatriz: então, acho que no mercado livre você encontra...! E até mesmo em lojas como Ri Happy e lojas infantis!
Beijos

Lu Máfia disse...

Viva a Gastroplastia!!! É exatamente o que sinto e sempre senti... Bjs e Feliz Natal.

Anônimo disse...

Sempre fui magra e nunca entendi porque as pessoas eram gordas...até que um dia cheguei em uma amiga e disse a ela que a culpa era dela mesmo que trocava todo dinheiro suado do mês em alimentação errada. E pior, depois de saborear uma deliciosa pizza ganhando gordura e gastando dinheiro no dia seguinte ver ela indo embora na privada. Sei que fui rude, mas fiquei muito feliz que ela ficou tão chocada que resolveu procurar um nutricionista e perdeu 40 kg. Apesar que hoje entendo que nem sempre as pessoas conseguem porque tem o fator genetico etc etc...mas vale tentar. Parabéns por ter conseguido.