Eu chego lá

terça-feira, 19 de agosto de 2008

Onde tudo começou.


Lembro que a ideia da cirurgia surgiu quando vi uma entrevista com o Dr. Artur Garrido na TV, na entrevista ele falou sobre a cirurgia e sobre o atendimento no HC-SP,eu e minha mãe (parceira de inúmeras tentativas de emagrecimento) ficamos maravilhadas com o antes e depois de alguns operados. Decidimos então, mais uma vez ir a luta.



Fomos no HC, mas não conseguimos entrar, na época tinha um certo controle, ai, no balcão de informações, nos recomendaram procurar o Hospital São Paulo, lá fomos nós, na época, acabei fazendo tratamento lá, foi quando perdi um pouco dos meus 147kg, mas logo, como todos os outros tratamentos anteriores, esse tbem parou de dar resultados, perdi um pouco e logo o peso estabilizou.



Voltamos no HC, isso bem mais de 1 ano depois da primeira tentativa, dessa vez conseguimos chegar no sonhado 6º andar, qdo desci do elevador, foi como se - pela primeira vez - estivesse no meu mundo. Ali me deparei com pessoas de todos os tamanhos, todos os graus de obesidade, eu cheguei até a me sentir pequena.



Me juntei aquela multidão de pessoas esperando, sem saber na verdade o que esperar...



Foi quando uma enfermeira veio chamar aqueles que estavam lá pela primeira vez, eu me meti no bolo e entrei, logo estava entrando em uma sala, de cara com um cirurgião japonês (que anos mais tarde se revelaria meu anjo) ele foi me mandando pra balança e fazendo um monte de perguntas foi ai que ele percebeu que eu não era operada ainda e me mandou aguardar de novo. Fui chamada em outra sala, o médico fez algumas anotações, anotou meus dados e só.



Sai achando que em pouco tempo seria operada. Que engano...



Fomos pra casa, eu e minha mãe, cheias de duvidas, depois de algum tempo meeeses, voltamos lá. Só aí foi que entendemos que havia uma "gigantesca" fila de espera, e que meu nome estava no caderno, pra alguns isso já era uma vitória, pra mim era frustrante, saber que a espera chegava a 4, 5 anos, talvez eu nem tivesse esse tempo, já que alguns médicos já falavam em morte súbita. Quem me atendeu dessa vez foi o Dr. Luiz Vicente Berti, que diante do meu desespero me aconselhou a fazer um plano de saúde e a procura-lo no Instituto Garrido.



Com muito sacrifício (já que eu não conseguia emprego de jeito nenhum) fizemos o plano de saúde e fomos no consultório, passei com o Dr. Luiz Vicente, ele pediu exames, chegou a marcar a data da cirurgia, o hospital, tudo, pra dali há alguns meses, lembro que o abracei e chorei muito, tudo estava dando certo, até que....



Com o resultado dos exames o Dr. Luis me encaminhou para a "temida" Dra Jô (sefina), só eu sei o que ouvia de outros pacientes na sala de espera.



Pois bem, ela acabou comigo e com meu sonho, fiquei chocada qdo me receitou um monte de remédios para emagrecer, inclusive para controle da diabetes, coisa que alias, NUNCA tive, disse que não ia me operar enquanto eu não perdesse 30kg (SE eu conseguisse perder 30kg, com certeza não estava ali, não é? ) pois eu roncava, mas eu não roncava, e ela nem me explicou o que era a apnéia, alem disso tudo o plano de saúde que eu pagava com tanto sacrifício, negou o pedido de cirurgia, pra pagar a cirurgia particular eu não tinha. Com tudo isso entrei em depressão, sofri muuito, muuito mesmo, só eu sei o que passei e as coisas todas que me passavam pela cabeça, me tornei um perigo pra mim mesma. Até que eu dia juntei minhas forças e fui na clínica, disse pra Dra Jô que ela tinha vencido, eu estava desistindo, pois com os remédios que ela receitou eu estava engordando e estava deprimida, mais uma vez chorei abraçada ao Dr. Luiz, joguei a toalha, tinha desistido do meu sonho.



Não sei se por sorte, milagre, um um "empurrãozinho" do Dr. Luiz, o que sei é que 3 meses depois, em Junho de 2000, o HC me ligou, fazia 2 anos desde a primeira vez que tinha ido lá, fazia 2 anos que estava na fila de espera.



Fui lá, participei de uma palestra e explicaram que aquela turma (vários foram chamados) seriam operados só depois de Fevereiro de 2002, ótimo, pra mim estava ótimo. Comecei a fazer os exames, e participar mais das palestras, pois até então, na época, essa era a principal fonte de informação e troca de ideias sobre a cirurgia.



Fui fazendo os exames, a essa altura já não pagava o plano de saúde, mas fiz tudo pelo SUS, em minha cidade, foi tudo dando certo, até mesmo a (outra) "temida" Dra Marlene (psicóloga) foi com minha cara, me mandou fazer terapia, eu fiz, e a psicóloga Dra Claudete atestou que eu tinha condições de operar, a essa altura eu tinha me recuperado da depressão e realmente estava bem.



Como já disse a expectativa é que fosse operada depois de Fevereiro de 2002, estávamos em Novembro de 2001, fui levar os exames pro Dr Mitsunori ver (aquele que entrei na sala errada)o japones, lembram? eu estava parada do lado de fora da sala, a Dra Marlene saiu na porta, perguntou se eu estava com tudo lá, eu disse que sim, ele pegou os exames da minha mão e entrou na sala, depois me chamaram, ela o Dr. Mitsunori e mais um médico, me perguntaram se eu estava preparada pra operar (claro que sim , né!) ai, como se aquilo não fosse nada, marcaram a cirurgia pra terça-feira (estávamos em uma quinta-feira) disse que eu internava na segunda, e que se tudo desse certo eu operava na terça, iam ver se tinha um cirurgião disponível, já que nessa data o hospital estaria sediando um congresso sobre a cirurgia.



Nesse dia eu estava sozinha, nem sei como cheguei em casa, foram os quilómetros mais longos entre o HC e minha casa. Que festa. Meu sonho ia finalmente se realizar no dia 13 de Novembro de 2001.






Continua....












3 comentários:

"Nanny" disse...

OIeeee, eu tb sou nova em blog amiga, não sei se vc leu, mas eu fiquei mais de uma semana mudando template e editando html... Um porre isso!!!
Mas enfim, que bom que posso vir pedir socorro em caso de duvida, para uma pessoa tri descolada no assunto! Valeu ta? Vou linkar teu blog no meu!
bjokas e seja bem vinda

Elaine Coxinha disse...

Olá, muito boa essa sua ideia, ajudar as outas pessoas que querem e precisam da cirurgia.
Que Deus te abençoe

Claudia disse...

Olá vi seu recadinho no orkut e entrei estou amando ler, tambem sou operada há 1 ano e 6 meses e sou muito feliz... parabens... não vejo a hora de ler tudinho...
bjusss
claudia.joseteles@uol.com.br